Domingo, 17 de Outubro de 2004

Amor

Amo-te! Sim, a ti, para além de amar o meu companheiro e os meus filhos, os meus pais e amigos, amo-te também a ti, que me lês assim como amo aquele que nunca viu um computador, aquele que vive do outro lado do mundo, e também amo aquele que dorme na minha rua, mas lá fora ao relento nestas noites que trazem já um pedido do aconchego da casa.
Pode não ser um amor perfeito; sei que não é! É um amor humano, por isso, carregado de limitações, de dúvidas e de medos. Mas é uma promessa de amor. É uma semente de amor.
Na semente de uma maçã está não só a própria macieira como também o fruto que vai desabrochar. Se a semente de uma maçã é já um maçã em potencial, se para isso basta dar-lhe as condições necessárias, então quando eu digo que amo o homem estranho, que amo a criatura que não conheço, porque sei que tenho essa semente em mim, esse potencial, e a promessa de tudo fazer para a cultivar, então, possuo já em mim essa capacidade de amar, por isso AMO.

publicado por Isabel às 00:03
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Chumani a 17 de Outubro de 2004 às 19:32
"A verdade da vida não é uma meta a alcançar num determinado momento no futuro; é a realidade do passo dado neste preciso instante" (Hogen Yamahata) Um grande abraço

Comentar post

.sobre mim

.pesquisar

 

.links

.pensamentos recentes

. Natal - tempo de PAZ

. procure a riqueza em si

. a vida

. amor-cisne

. como distinguir o amor ve...

. meu amor

. dor amor

.tags

. todas as tags

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds