Terça-feira, 9 de Novembro de 2004

Nyamnyid

retiro_grupo.jpg Retiro com Lama Denis Teundroup (ao centro) e Lama Trinlé (à esquerda)

Equanimidade em sânscrito diz-se NYAMNYID e significa não fazer distinções, a não dualidade entre eu/outro.


O nome que Lama Denis Teudroup me atribuíu no Retiro em que fiz a Tomada de Votos foi Nyamnyid Giatso, que significa Mar de Equanimidade. Ser-se equânime é tratar todos e tudo sem dualidade, de igual forma. A importância da equanimidade está intimamente relacionada com a vacuidade e impermanência da realidade; temos a ilusão de que vivemos independentes uns dos outros (ilusão do ego), mas se observarmos um pouco, veremos rapidamente que estamos intimamente interdependentes uns dos outros (tanto a nível microscópico, como macrocoscópico); temos a ilusão de que existem os "nossos" de quem gostamos  e "os outros", que ignoramos ou detestamos, pois pensamos que a Felicidade está no convívio com "os nossos" amigos, familiares, vizinhos... , mas, observando introspectivamente, concluiremos que a maior parte das desilusões, tristezas, desgostos nos vêm precisamente daqueles que são "os nossos"; porquê então fazer esta distinção artificial entre nós e os outros? É tudo uma questão de perspectiva, da forma como olhamos, se olharmos os seres de uma certa distância, verificamos que são, na realidade, similares, todos têm defeitos e qualidades, sem excepção (mas temos tendência para sermos extremamente parciais: os defeitos do nosso namorado são "uma gracinha" e os mesmos defeitos no outros irritam-nos insuportavelmente); na realidade, as diferenças entre todos os seres são muito menores do que as semelhanças; se todos procuramos a Felicidade, com que direito fazemos esta distinção, achando que "os nossos" a merecem mais? A questão não passa por um distanciamento em relação aos que vivem connosco, não se trata de passarmos a olhar os nossos filhos, marido, amigos como se fossem desconhecidos, pelo contrário, trata-se de lidarmos com "os outros" pensando neles como nossos filhos, pais, amigos... 

publicado por Isabel às 01:18
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Ruca a 9 de Novembro de 2004 às 10:18
Ame, como se ninguém nunca houvesse feito sofrer...
Trabalhe, como se não precisasse do dinheiro...
Dance, como se ninguém estivesse olhando...
Cante, como se ninguém estivesse ouvindo...
Viva, como se fosse no paraíso!
Curta o que de melhor a vida lhe oferece com toda intensidade, como se fosse o último dia de sua vida ...
A vida muitas vezes é curta, mas mesmo assim seu caminho é longo.
Nela aprendemos a sorrir, chorar, amar, sofrer e a renascer, para amanhecer e termos um lindo dia...
Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje...o ontem já passou... e o amanhã...talvez não chegará...
Seja Feliz Sempre!

Comentar post

.sobre mim

.pesquisar

 

.links

.pensamentos recentes

. Natal - tempo de PAZ

. procure a riqueza em si

. a vida

. amor-cisne

. como distinguir o amor ve...

. meu amor

. dor amor

.tags

. todas as tags

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds