Quinta-feira, 10 de Março de 2005

impermanência

A impermanência pode ser experimentada em todas as situações. Se olharmos para nós próprios, observamos que não somos os mesmos de ontem (assim é mais difícil perceber, mas olhando para as fotografias de quando eramos bebés, percebemos melhor); estas mudanças são diárias, melhor dizendo, existem em cada segundo. Tudo é movimento e mudança. É  bom termos bem entranhada em nós esta noção. A interiorização desta verdade coloca-nos num ponto em que olhamos para a realidade sob uma perspectiva mais própria, mais segura. Os momentos de dor são vividos com uma esperança maior, pois a certeza da mudança dá-nos a força para os aguentarmos. Os momentos de felicidade tornam-se mais serenos, pois não caem numa euforia desenfreada. Meditando sobre a verdade da impermanência, observando-a e experimentando-a (por exemplo, constatando as diversas sensações do corpo),  dá-nos a serenidade necessária para vivermos a vida sem medo, com abertura, enfrentando a vida e todos os seres com uma segurança real, porque é interior.

publicado por Isabel às 23:27
link do post | comentar | favorito
|

.sobre mim

.pesquisar

 

.links

.pensamentos recentes

. Natal - tempo de PAZ

. procure a riqueza em si

. a vida

. amor-cisne

. como distinguir o amor ve...

. meu amor

. dor amor

.tags

. todas as tags

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds